Bebida Alcoólica e Cigarro – Visibilidade Zero

João de Deus

Mandei um e-mail para a Câmara dos Deputados direcionado ao Deputado Moses Rodrigues (PMDB-CE) Segundo o Projeto de Lei 3404/15, o qual reproduzo na integra como conhecimento e possível divulgação, Brincando com o povo Caro Deputado, Venho aqui mostrar minha indignação com referência a forma que o povo brasileiro vem sendo tratado pela INSTITUIÇÃO, INSTITUIÇÃO está que é o esteio de um povo em se tratando de uma DEMOCRACIA, pois a muito tem sido levado a CASA, MATÉRIAS que diante do anseio do povo brasileiro, não está de encontro e nem tão pouco visa o mesmo povo que sonha está politicamente representado. Diante de fatos que enfraquece a esperança e enluta o sentimento de um povo estarrecido por tanta falta de respeito e busca se sustentar diante de tantas mazelas é que faço uma pergunta que muitos brasileiros não têm coragem para fazer que é QUANDO QUE IRÃO REALMENTE TRABALHAR EM FAVOR DAQUELES QUE VOTARAM PARA COMPOR ESSA CASA? Vejo que agora estão desenterrando uma lei que a pouco OS SENHORES disseram que não era mais importante, como que agora sem mais sem menos os extintores se tonaram importantes novamente, porque não há um estudo para basear as leis nesse PAIS para realmente viabilizar o tempo gasto para implementa-las? Gostaria de direcionar coisas boas, mais infelizmente, esse massacre do povo brasileiro não alegra em nada a situação em que chegamos, pois olhamos para todos os lados em busca de respostas e caminhos que nos levem a possibilidades melhores, mais infelizmente não alcançamos. Ninguém em bom senso e bom grado gostaria de dizer algo assim, mais não dá mais para aguentar tanto sem dizer pelo menos que não estamos de acordo com o trato que estamos tendo. Estarei mandando para outros o mesmo pedido e externando o meu sentimento de tristeza. Sem mais, João de...

Vitor Hugo Augusto Garcez Filho

Olá, é um prazer poder dar meu depoimento aqui. Em 1 de maio de 1999 minha irmã, então com 19 anos foi vítima em um acidente de trânsito causado por um motorista bêbado. Eu tenho um filho de 15 anos, e somente em um de seus aniversários eu consegui convencer as famílias de que não deveria haver bebidas alcoólicas presentes. Vencer essa cultura é muito difícil. Também tenho minha mãe que fuma desde que eu nasci, isso são 43 anos, sua pele e sua saúde como num todo estão visivelmente afetadas mas porém não consigo ter sucesso em fazê-la parar de fumar. Eu mesmo fui também uma vítima, vendo meus parentes usando drogas, acabei viciado em cocaína e maconha, sendo que arruinaram minha vida, causando inúmeros prejuízos de todo o tipo. Sou solidário a causa, cigarro e álcool devem ser proibidos, devem ser retirados do consumo “normal”. APOIO...

JHORGE CARDOSO

Boa tarde . Parabéns pela iniciativa de lutar contra as chamadas “drogas legalizadas”. Sou um ex-usuário de ambas porque senti no corpo e no espirito o maleficio de ambas.Contem comigo.Abraços

Moyses Araujo

Bebidas Alcoólicas, Refrigerantes e Cigarros só beneficiam o poder econômico que cresce cada vez mais as custas do adoecimento da população. E apenas quem sai lucrando são os fabricantes e a indústria farmacêutica. O Governo permite porque gera milhões em impostos. Isso é sórdido e desumano. Vamos ver se a iniciativa var dar resultado ou se acabará em pizza como tudo aqui no...

Vyctor Ben-hur Gonçalves

Sucesso! São iniciativas como essas que fazem a diferença! Muita luz a todos os envolvidos no VZero!

Eduardo Ferronato

Bom dia equipe do VZero. Quero parabenizá-los pela inciativa. Na construção de um mundo melhor necessitamos de inciativas como esta. Obrigado.

Alana Balardin Ribeiro

O problema central que ocasiona a fuga na bebida alcoólica e/ou no cigarro é a dificuldade que cada pessoa tem de encontrar-se consigo mesma. Se gosto que me elogiem: então prefiro comprar um vestido caro e publicar uma foto no Instagram. O mesmo vestido poderia pagar uma cadeira na minha faculdade ou um curso que gostaria de estudar. Se não gosto de ser elogiado: Me refugio e, pra não ter que socializar com os outros, encontro companhia naquela maconha que “nem me faz mal”, e de vez em quando, quando me sinto muito sozinho, consigo “viajar” com a cocaína… Muitas são as preocupações exteriores do ser humano quando, na verdade, só o que precisamos é ter a coragem de encontrarmo-nos conosco mesmos. Porque, ao ter um conflito, eu procuro atingir a mim mesmo em vez de tentar resolver isto perdoando ou sendo perdoado? É mais prático e rápido abrir mais uma garrafa. Mas os efeitos ao longo prazo que o conteúdo dessas garrafas me causam são muito mais graves do que aquele conflito inicial. Eu, quem vos escreve, tenho conflitos com a imagem do meu eu exterior todos os dias. Ainda bem que tenho conseguido me dar conta disso, e perceber que a solução dos meus problemas não está na aceitação social ao beber com meus “amigos”, e sim na compreensão de alguns sempre que me recuso a beber. Pensemos, nos encontremos com nós mesmos! Este é o mais bonito desafio em estarmos aqui. É incrível o quanto o álcool está interiorizado em nós e o quanto o julgamos como sendo um ocasionador instantâneo de felicidade. Ele não só coloca a sujeira para baixo do tapete, como impede-nos de encontrá-la e...

Cíntia Leal

Boa Tarde Todos nós temos e conhecemos em nossa vida alguém que teve uma vida querida furtada, por agentes lícitos que convivemos diariamente acessíveis aos nossos olhos ,ouvidos e mãos.Tão acessíveis que nossas crianças , jovens desde muito cedo foram familiarizados com os tais. Hoje com um grandioso propósito para todos nós, a criação deste site deve unir forças para inibirmos sim, está familiarização de nossos sentidos , nossos jovens e crianças com tais agentes.Os quais limitam vidas,atrofiam histórias,mutilam Órgãos, de uma forma sempre muito convidativa e simpática. Parabéns ao grupo idealizador de tal...

Iara tarrago

Então! Lamentável oque fiz com minha vida em função do vício do cigarro,era uma muljer ativa com a cabeça aberta e de repente me vi práticamente limitada em tudo.Claro me adaptei,mas sofro pq minha ccabeça quer algo que o corpo não pode mais oferecer.Faço uso 24 de oxigênio,depend dele para sobreviver,Então amigos,amigas quando acharem que é bonit fumar fujam,mas fujam mesmo!!Os obessessores qandam ai em volta nos tentando.Agora é saber viver com essas limitações ALERTA !!! FIQUEM...

Mauro Kwitko

Como médico, psicoterapeuta e espiritualista, não posso deixar de sentir compaixão pelas pessoas que filiam-se à produção, fabricação, divulgação e venda de duas drogas terríveis para a humanidade, o cigarro e a bebida alcoólica. Deveriam saber que o ganho financeiro advindo desse tipo de atividade extremamente prejudicial aos seus usuários, não poderá comprar a indulgência da Justiça Divina, que é amorosa e compreensiva mas não perdoa a quem prejudica, intencionalmente ou não, a seus irmãos e irmãs. Todos sabemos que existe a Lei do Retorno, a Lei de Ação e Reação, e mesmo a maioria das pessoas engajadas nesse ciclo de doença e morte sendo pessoas boas, honestas, religiosas, o que estão fazendo de mal voltará para elas. Isso é motivo de compaixão por elas. Ainda é tempo de parar, refletir e dizer “Não!” e abandonar essa atividade. Façam isso, meus irmãos e irmãs, em benefício dos viciados e em benefício de vocês mesmos. Com amor, Mauro...